Período pós-parto natural: como combater a flacidez vaginal e a incontinência urinária?

Tratamento feito com laser ajuda tanto no tratamento de saúde quanto na autoestima da mulher

 

Os benefícios do parto normal são inúmeros, mas a lista de medos que rondam o assunto também é enorme. Dentre eles, está um que deixa muitas mulheres na dúvida do tipo de parto: a flacidez vaginal que pode aparecer depois.

Além do parto normal, a flacidez vaginal ocorre também em mulheres de meia idade e na época da menopausa, quando ocorre perda de colágeno na vagina e tecidos ao redor, como ligamentos e músculos que ficam mais flácidos. O problema pode prejudicar a autoestima e as atividades sexuais da mulher.

Sintomas

Ações simples do cotidiano, como tossir ou espirrar, pode se tornar uma tortura para quem sofre de flacidez vaginal, já que uma das consequências é a incontinência urinária. “A Síndrome do Relaxamento Vaginal, como é conhecida, faz com que a mulher tenha dor e dificuldades nas relações sexuais, minimizando o prazer tanto para ela como para o parceiro”, explica a dermatologista Dra Natalia Cymrot.

Como tratar

Com a tecnologia  Fotona, através do laser Erbium, é possível melhorar esta condição em muitos casos. De acordo com a Dra Natalia Cymrot, o laser é aplicado no canal vaginal, em 2 a 4 sessões, no consultório, sem desconforto para a paciente e com rápida recuperação, sem sangramento. “O tratamento é feito com anestesia em forma de creme, que deve ser aplicado na entrada da vagina, 30 minutos antes do procedimento, que dura entre 45 a 60 minutos. Todo o procedimento é indolor e sem cortes. O laser também pode corrigir problemas decorrentes da vaginoplastia, labioplastia redutora e perineolastia (rejuvenescimento do períneo e dos lábios maiores e menores quando estes estão flácidos)”, explica a profissional.

Resultado

O tratamento melhora a aparência da área genital, aumenta o tônus, devolve a firmeza, a elasticidade e a lubrificação da região. “O tratamento promove aumento do colágeno e da elastina, com recuperação do tônus e da sustentação vaginal, proporciona uma redução do diâmetro do canal vaginal com melhora da qualidade das relações sexuais e da incontinência urinária”, explica a dermatologista.

“A parte genital externa também pode ser tratada, promovendo clareamento e melhora da flacidez da vulva”, finaliza a profissional. Pesquisas recentes mostram índices de satisfação de 86% a 92% em relação ao tratamento com o Fotona. Vale ressaltar que o tratamento com o laser  pode ser feito em qualquer tipo de pele – inclusive morenas e negras.

Gostou? Então curta a Revista Superação Mãe também no Facebook.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Outras postagens